Como sobreviver no mercado ante a evolução do e-commerce para pet shop?

AconteceFranquias

Sem sair de casa e por meio de alguns cliques em seu computador, tablet ou mesmo um simples smartphone, é possível comprar ração, remédios e brinquedos para os pets. Dados do Instituto Pet Brasil indicam que esse tipo de comércio movimenta R$ 2 bilhões ao ano e está em franca expansão. Segundo a ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), os itens do segmento pet representam o 11º tíquete médio de vendas online no país e tende a crescer.

Num mundo tão digital, como os pet shops podem sobreviver e expandir os seus negócios? Hoje você pode comprar de ração a antipulgas para o seu pet, entre outros produtos de consumo recorrente, em um pet shop online. E a tendência é que as pessoas comprem pela internet cada vez mais. Então, como se diferenciar e manter-se vivo no mercado? A resposta pode estar em oferecer uma experiência de compra individualizada e serviços qualificados, que atendam às necessidades dos clientes.

Um dos diferenciais da rede franquias de pet shop Petland é o de mesclar o que cada ambiente (lojas físicas e online) proporcionam de melhor. Essa espécie de venda cruzada pode incluir a possibilidade de adquirir produtos online e retirá-los nas lojas franqueadas, que podem agregar a função de serem mini centros de distribuição.

Entretanto, o atendimento personalizado pode fazer toda a diferença até para escolha de um simples petisco. Nas franquias Petland atuamos como consultores de vendas e prestamos toda a informação necessária ao tutor. Sempre digo que lidar com os cães e gatos é uma tarefa muito fácil. Difícil é lidar com gente, entender aquilo que o tutor precisa, ser assertivo na oferta e proporcionar a melhor experiência de compra, algo impossível de ser feito em uma loja virtual, que funciona a partir de programas de computador conhecidos como bots, que executam ações pré-programadas e repetitivas.

Nas unidades da rede de franquias Petland os tutores encontrarão pessoas altamente treinadas e qualificadas para vendas e atendimento. E esse padrão de qualidade pode ser notado no comportamento do franqueado e de seus funcionários. Isso só é possível porque a Petland mantém 7 universidades físicas e uma online, além de um programa de apoio que oferece visitas de consultores, ferramentas de gestão e encontros de aprimoramento.

Porém, nem só de conhecimento teórico se sobrevive no mercado de pet shops. É preciso exercer uma liderança ativa e ensinar fazendo. Conforme disse em uma entrevista recente ao UOL Líderes “Não adianta falar e fazer diferente. O líder tem que ter o espírito de servir e não de ser servido. A nossa função é ir limpando a burocracia, tirando os empecilhos da frente para que a nossa equipe de franqueados e colaboradores possa executar um bom trabalho.”

Economia real

Venho do mercado financeiro e sei muito bem o valor do tempo – meu, dos colaboradores e clientes – e o quanto unir em um mesmo espaço produtos e serviços pode ser uma poderosa ferramenta estratégica para o crescimento os negócios.

Ante a isso, enxergamos uma oportunidade de trazer aos nossos clientes uma opção diferenciada para o tratamento e cuidados dos seus pets. Criamos uma rede de clínicas veterinárias chamada Dra. Mei, espaços que prezam pela saúde preventiva dos pets com atendimento humanizado.

Muitos pensam que tratar de seu pet é algo caro, mas estamos provando que não é. De fato, até pouco tempo atrás, cuidar da saúde dos cães e gatos demandava um investimento razoável, mas nas clínicas veterinárias Dra. Mei seguimos a mesma política de preço justo já adotada nos serviços ofertados nas franquias Petland.

Além disso, pensando sempre no bem-estar animal e na comodidade para seus tutores, as clínicas veterinárias Dra. Mei oferecem também serviços de banho e tosa, além da venda dos produtos exclusivos Pet Choice, marca própria do Grupo Brasil Pet, que possui itens de primeira necessidade como tapete e areia higiênicos, coleiras, camas, petiscos, produtos de higiene, dentre outros.

A evolução das vendas pela internet (e-commerce) é fato e continuará. Porém, ninguém vai dar banho online em seu pet ou fazer uma consulta médica veterinária pela internet. Teremos ainda por muito tempo a presença do cliente em nossas lojas.